Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

7 da Madrugada

Um blá blá blá de tudo

Vaguear

por Ensonado, em 30.09.14

Dou por mim a vaguear.....
Dou por mim a flutuar.....
Não de prazer, não de amar....
Mas de sofrer, mas de chorar...

Por entre a sombra e o luar
Tudo o que resta é recordar....
Vou andar para todo o sempre
Contigo na minha mente....

Seja dia ou seja noite... já alta.....
Lágrimas eu derramo por ti
Não há hora nem lugar
Não há vontades nem quereres....
Apenas o teu nome gravado no meu coração...

 

Esquecer

por Ensonado, em 04.09.14

Sair à rua com uma sede imensa
de te esqueçer
sentar-me num lugar com indiferença
por não te ver
e de repente sei que é isto que eu não quero
olhar à volta e saber que ainda te espero
sentir a sensação de quem não está no seu lugar
não quero lá estar
assim...

Voltar a casa com um sentimento
de solidão, 
fingir que estás no pensamento
sem razão
e de repente sei que é isto que não quero
voltar a casa e saber que ainda te espero
fazer de conta que já estou no meu lugar
mas não quero lá estar
assim...

 

 

 

 

(Excertos retirados da música Nha Cretcheu de Sara Tavares)

Voar

por Ensonado, em 04.09.14

Eu quero Voar.

Voar para longe.

Voar para perto.

Para apenas Voar.

 

Sentir o vento passar por mim

Ou sentir eu passar pelo vento

Sentir o chão afastar-se de mim

E eu afastar-me do chão

 

A liberdade total de movimentos

Sem destino ou paragem

Apenas ir sem voltar

Para voltar sem ter ido

 

No teu coração eu parava

Para deixar lá uma pena

Pena essa que eu tenho

Por não poder lá entrar

 

Depois voltaria para o meu canto

Sossegadinho como sempre

Maravilhado com o teu encanto

E triste pela tua ausência...

 

Vontade

por Ensonado, em 01.09.14

Ai se soubesses a Vontade

que tenho de.....

Ai se soubesses a verdade

do que se....

 

Mil anos podem passar

Outros tantos podem chegar

Iremos sempre bem devagar

E a algum destino iremos dar....

 

Um dia acordaste-me para o amor,

Agraceço-te imenso por tudo vivido...

Mas foi aí que acordei também para a dor...

E então daí o que tenho sofrido....

 

Cada pequeno objecto me faz lembrar,

Daquele dia, daquela hora, daquele momento

Tanto, que até me faz corar....

E ouvir, longe, o teu chamamento....

 

 

Devaneios

por Ensonado, em 20.08.14

Deitado no sofá, ponho-me a ler

A ver e a ouvir o meu passado

Fazes parte dele. Sempre o fizeste

Agora ausente no presente

Longe de mim e tão perto

Aqueces o arrefecido coração

Frio de amor, carente de calor....

 

Nunca fui de poesia

Digo eu a toda a gente

Mas rapidamente vem a alegria

Logo após estar doente

 

E para rimar uma vez mais

Escrevo mais estas letras

Toma cuidado ainda lá cais

De não te aguentares nas canetas...

 

Um beijinho para ti te deixo

Um grande daquele tamanhão

Mais acima um pouco do queixo

Que te toca directo no coração..

 

ENSONADO

por Ensonado, em 14.08.14

nquanto vagueava pela noite

um luar claro e brilhante

enti que eu e tu éramos um só

nde mais ninguém importava.

ada mais podia interferir

penas nos restava amarmo-nos

ia após dia, até ao fim das nossas vidas

nde descansariamos em paz, juntos eternamente...

 

7 vidas poderei eu viver

 

D as quais jamais esquecerei os teus lábios

A liás, ainda os "sinto" nos meus.....

 

M as o meu amor por ti é enorme

A o ponto de por ti dar a minha vida

D oi saber que não é recíproco

R esta-me então amar em silêncio.

U rge o tempo da felicidade eterna,

G ratuita que é a melhor

A quela em que damos sem querer nada em troca

D aquela pessoa que mais queremos

A mada eternamente e unilateralmente....

 

Sonho

por Ensonado, em 14.08.14

Foi na dureza da vida
Que mais procurei por ti
Tu não existias
Eu Sei !
Eras um Sonho
Mas eu Vivia
Pensava que tu me ouvias
Que me vias
Nada Dizias
Era o silêncio que eu mais temia
Mas existias!....
No Meu Sonho
E eu sonhava
Chorava, vagueava
Mas acreditava
Nao importava se tu lá estavas
Bastava só acreditar
Tu eras a coragem para eu lutar
Na esperança de te encontrar!